“Made” onde mesmo?

O meu segundo emprego foi no Itamaraty.
Eu trabalhava num “PROJETO SECRETO”. Legal, né? Eu achava…
Lá só entrava e saía, quem fosse do tal Projeto.
Esse Projeto era para informatizar o sistema de comunicações do Itamaraty.
Só tinham feras da informática. Quase todos eram profissionais do SERPRO.
Deviam ser uns 15 homens e só três mulheres. Uma, que era analista de sistemas. Um verdadeiro GÊNIO. Mal de família. A outra, na documentação. Não tão gênio, mas gente boa demais. E, euzinha. Na secretaria.
Foi, sem dúvida, o melhor lugar que eu trabalhei na minha vida.
Morria de tristeza quando chegava o final de semana. Detestava feriado. Acreditam? Pois era.
Como eu ria naquele lugar! Ô trem bom é trabalhar com homem! Vocês gostam também? Ihhhh!!! Eu adoraaaaaava!!!
E lá tinham duas alas. A do software e a do hardware.
Os computadores eram enoooormes. O menor devia ser do tamanho daquelas geladeiras de duas portas. Sabem quais? É. Enormes.
Eles eram fabricados por uma empresa americana, que acho nem existe mais, que se chamava Varian.
O chefe da galera do hardware, volta e meia tava indo pros EUA, pra comprar peças pros tais “computers”. Inclusive os tais dos “chips”.
Ele comprava lá, e depois de algumas semanas, ou quem sabe meeeeeses, o trem chegava aqui.
Numa dessas “chegadas”, eu vivi uma coisa “muito engraçada”.
Tá lá o rapaz do hardware abrindo caixa e conferindo coisa, e eu ajudando na tal conferência. Eis que não, pra minha surpresa, ele abre uma caixa dos tais “chips”. MADE IN BRAZIL.
Hããã???
Eu, àquela altura, novinha, tempos acinzentados, tipo uniforme de milicos, quase nada se podia questionar, suspirar era perigoso, só achei graça mesmo. Calada estava, muda fiquei. Mas… meus neurônios inquietos: mas que coisa doida! Uma criatura sair daqui, se mandar pra Califórnia, comprar um tal de um “chip”, que foi “made” aqui??? Até hoje esse trem esquisito não sai da minha cabeça.

E hoje foi que aflorou mesmo…
Minha sogra, minha cunhada e meu cunhado, estão pirulitando lááá pelo Ceará.
Minha cunhada é meio pirada. Quem não é, né? Ela lê tudo que aparece na frente dela. No quarto dela tem mais jornal e revista do que cama. Só perde pros sapatos. Êta que mulher gosta de um sapato… Até Helena já caiu na tentação…De bula de remédio aos clássicos da literatura, ela lê. Acho que só não lê o “um jornal a serviço do país”, e a veja, porque tem miolo. A veja, tô em dúvida, porque ela já gosta é muito de acompanhar as fofocas… É isso mesmo, minha cunhada?
Bom, tão lá eles na serras cearenses e ela acha um tal de um pé-de-moleque, o doce, e compra pra trazer pros meninos.
Um pé-de-moleque CEARENSE. Das serras cearenses. Muito original, né? Ela gosta de comprar coisa diferente. Aliás, eu nem sabia que cearense gostava de pé-de-moleque. Prá mim, era coisa de mineiro e goiano.
Como ela lê de um tudo… resolve ler a danada da etiquetinha do papelzinho que embrulhava o tal do pé-de-moleque.
Comeu UM. SÓ DE RAIVA…
Sabem onde o danado do pé-de-mole foi feito?
Aqui…. Bem aqui pertinho, em Piri… Pirinópolis…
Eu ri muito dela.
– tá vendo? Eu nuuuuunca ia passar por essa raiva!!! Podia até comer o pé-de-moleque, mas ler o selinho do papelzinho que embrulhava o docinho??? JAMAIS…

Anúncios

Uma opinião sobre ““Made” onde mesmo?

  1. Obrigada pelo meio pirada…
    aqui no Ceará as coisas são muito interessantes, já fui a duas destilarias de pinga ( coisa que não gosto ), com projetos culturais com visitas de escolares…uma em Aquiraz- a primeira capital do estado e outra numa cidade chamada Redenção. A primeira cidade do Brasil a abolir a escravidão. Fomos visitar uma senzala – cheia de morcegos e depois fui comprar algo na lojinha e achei os tais pé de moleques goianos … mas valeu o passeio e os comentários. ….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s