Você é filha de mãe só?

Hoje eu acordei pensando no meu pai.

Quando eu tinha 17 anos, meu pai me disse que já estava na hora de eu aprender a dirigir.
Me meteu dentro da nossa “Brasília”, que estava com um problema na embreagem, e me entregou a chave.
– mas pai, ela não está sem embreagem? Como que eu vou passar as marchas?
– e quem disse que precisa de embreagem pra passar marcha de carro?
– uai! E não precisa?
– passa “no tempo”…
– como assim, pai?
– presta atenção no barulho do motor do carro. Você vai saber quando precisa mudar a marcha. Ele vai pedir.
– ah não, pai! Eu tô com medo!
– ih!!! Que medo, menina! Você é FILHA DE MÃE SÓ? Larga de ser medrosa!
E assim foi minha primeira aula de motorista.
Até hoje eu escuto o barulho do motor do carro, me pedindo pra trocar a marcha…

Luana foi um bebê chorão. Literalmente. Três meses chorando… Só parava de chorar se estivesse no meu peito. Ou dormindo. Dormia quase nada.
Um dia meu pai entrou no meu quarto e eu estava ao lado da Luana na cama.
Tanto chorava Luana, quanto chorava eu…
– quê que é isso, minha filha?
– eu num guento mais, pai… Luana não pára de chorar, não dorme, é o dia inteiro pendurada no meu peito, e eu estou muito cansada… Eu tô com medo de num dar conta de criar Luana, pai… Eu vou ficar doente…
– Claro que vai dar! Toda mãe dá! Você tem medo de tudo, menina! É FILHA DE MÃE SÓ? Levanta dessa cama e bota ela mo peito, uai! Você acha que ela vai mamar a vida inteira? Isso vai passar…
E passou mesmo….

Na noite do acidente da Marília, meu pai foi uma das primeiras pessoas que chegou pra me acudir.
Meu pai já estava doente, muito fragilizado…
– pai, pai, e agora, pai? O quê que eu vou fazer da minha vida, pai? Eu não vou conseguir viver sem a minha filha, pai…
Meu pai me abraçou, seu corpo tremia dos pés à cabeça, mas senti seu abraço forte, corajoso, me envolvendo. Com a voz embargada, ele disse no meu ouvido:
– agora minha filha, você vai tocar a sua vida! Quem morreu não foi você. Você vai conseguir sim. Você NÃO É FILHA DE MÃE SÓ…
Quatro meses depois, meu pai partiu. Deve ter ido ao encontro da Marília.

Hoje é aniversário do meu pai!

– Obrigada, pai! Com o senhor eu aprendi a ter coragem, a ser otimista, a acreditar que eu dou conta. E estou dando…
Aprendi com o senhor pai, que viver a vida “é simplesmente, “compreender” a “marcha” e ir seguindo em frente”.
Parabéns, papai!!!

Anúncios

3 opiniões sobre “Você é filha de mãe só?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s