Só se eu comer um bolinho…

(Blog da Nenena)

Meu vô tem uma coleção de carrinhos brasileiros.
Eles são beeemm pititicos.
Eu adoro os carrinhos do vovô. Mas eu só posso brincar com os carrinhos dele, quando ele está comigo. E tem que ser no colo dele.
Ele não deixa ninguém encostar nos carrinhos. Nem a minha vó. Ele mesmo tira a poeira dos carrinhos com uma escovinha.
Eu acho isso muito esquisito…
Eu acho que meu vô tem muito ciúme dos carrinhos dele…

Ele compra os carrinhos, perto de onde ele trabalha.
Toda hora meu vô chega do trabalho com um carrinho na mão, e fala pra vovó:
– olha esse que a moça levou hoje pra mim! Acho que agora terminou…
Só que nuuunca termina!!! Toda hora tem mais um…
Outro dia ele chegou com uma camionete muito bonitinha!
Vovó acha que meu bisavô teve uma camionete igualzinha a ela! E que tem uma foto do meu titicésa em cima dela.
Eu não conheci meu bisavô não, mas a vovó me contou, que ele gostava muito de carro bonito.
Eu vou perguntar pro meu titicésa, se essa camionete é igual mesmo a do meu bisavô. E se ele tem essa foto.
Minha vó tem mania de “inventar” umas estórias pra mim…

Ontem, ele chegou do trabalho e eu falei pra ele:
– cainho, vovô!
Ele demorou um pouquinho pra me entender.
Meu vô fala pra mim, que tem hora que ele não entende nada que eu estou falando. Por quê será, heim?
Eu fico muito brava. Eu falo uma coisa e ele entende outra.
Aí, eu tenho que ficar falando:
– nãããooo, vovô!
E ficar repetindo, não sei quantas vezes, o que eu estou dizendo. Ê meu vô!!!

Ontem, meu vô demorou, mas entendeu.
-ah! Carrinho!!!
-é!!!
Aí, eu queria, porque queria, entrar dentro do carrinho.
Abri a porta dele, e tentei colocar minha mãozinha toda lá dentro.
Eu fiquei muuuito brava! Minha mãozinha não entrava… e meu vô, em vez de me ajudar, só ficava rindo de mim…
A mamãe até que tentou me ajudar, mas não deu conta. Minha mãozinha não entrava de jeito nenhum…
Mas eu chorei tanto, mas tanto… Eu queria muuuito entrar lá dentro do carrinho do vovô.
Vovó disse que, o único jeito era eu comer um bolinho, que nem a Alice.
Eu não entendi essa conversa da minha vó não, mas ela disse, que depois vai me contar essa estória direitinho… Quando eu crescer um pouquinho. Tudo da minha vó é quando eu crescer um pouquinho…

Pra mim, meu vô é o melhor vovô do mundo!
Ele faz tudo pra eu parar de chorar.
Mas dessa vez ele não deu conta não.
Ninguém deu conta de me ajudar a entrar dentro do carrinho da coleção de carrinhos brasileiros do meu vô, né vovô?

image

image

Anúncios

Uma opinião sobre “Só se eu comer um bolinho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s