Um adeus cheio de muita gratidão!

Quando meu primeiro filho, Rafael, nos deixou, as primeiras pessoas que chegaram em minha casa pra nos acudir, foram meus sogros e um casal de amigos deles.
Minha mãe e meu pai já estavam em minha casa.
Me lembro como se fosse hoje.
Entraram no meu quarto, cedinho, e este amigo dos meus sogros, tomou a minha mão, a do Wayne e rezamos juntos um Pai Nosso.
Foi a forma que ele achou de nos consolar e nos encorajar, naquele momento de muita dor e de tanta incredibilidade.
Nunca me esqueci daquelas mãos e do Pai Nosso que rezamos juntos.

Passados alguns anos, eles se tornaram nossos compadres.
Marília nasceu e eles foram os escolhidos por mim e Wayne, para serem os padrinhos dela.
Essa foi a forma de tornar mais próximos de nós, pessoas tão queridas, tão especiais e que tanto nos ajudaram no nosso primeiro momento difícil.
Foram padrinhos muito presentes enquanto Marília esteve conosco.
Marília sempre gostou muito deles e eu tenho certeza do amor deles por ela.

Hoje fui me despedir do meu compadre.
Acho que ele foi ao encontro da afilhada…
Me aproximei dele, coloquei minha mãos sobre seus pés e agradeci.
Pelo grande compadre que eu tive. Em nome da Marília, agradeci pelo grande padrinho que ele foi. Mas agradeci, sobretudo, pelas suas mãos que afagaram as minhas e as do Wayne, pelo Pai Nosso que rezamos juntos naquela manhã tão triste de um dia 16 de julho…

– siga em paz meu compadre! O senhor vai estar sempre presente nas nossas lembranças e nos nossos corações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s