Ditadinho velho mas sempre atual!

Menino é tudo igual…
Não importa do jeito que chegam a este mundo. Se de parto normal, que a avó quase tem um infarto – ainda bem que, normalmente, na idade das avós, eles não costumam ser fatais – ou de cesariana, como foram os meus três partos.
E a natureza é perfeita.
Os bebês dão pras mamães uma folga de uns três dias, que é pra elas darem uma recuperada e se comportam como verdadeiros anjinhos. Trabalho nenhum…
Mas aí… Um belo dia… Eles se dão conta de que nasceram, que fazem parte deste mundo, e que por aqui as coisas não são a moleza que era dentro da barriga da mamãe.
Não tem mais “alguma coisa” que fica mandando comidinha pra eles, direto e reto, não tem mais o barulhinho do “chuá, chuá”, nem águinha morninha pra ficarem só relaxando de barriga cheia…

E tem uma coisa que eu nunca consegui entender, quem sabe a “tia Melissa” pode me explicar, que é a paixão que menino recém nascido tem pela noite. Não conheço um, que não tenha.
Até eles entenderem que a noite foi criada pra gente dormir, e o dia pra gente ficar acordado, leva é tempo…

E é aí que começa a confusão…
Menino arregala o olho que passou o dia todo fechado, apronta um chororô danado, e a pobre da mãe tem que adivinhar o quê que tá acontecendo.
É fome. Mas ele acabou de mamar!!! “Livre demanda”. Bota no peito. Não rejeita uma. Bota pra arrotar. Normalmente, não arrota. Chora de novo. É frio. Enrola menino na manta mais quentinha. Não, não é frio. Acho melhor tirar essa manta. Pode ser calor. Tira a manta. Não, não é calor. É cólica. Esquenta bolsinha no microondas – no meu tempo era no forno. Não existia microondas. Bota bolsinha na barriga. Cuidado com o umbigo. Não, não é cólica. “Livre demanda”. Bota no peito de novo… E repete todo o processo. E assim, já se passaram umas duas horas. Finalmente resolve dormir. Ufa!!! Mamãe fecha os olhinhos. Não leva um segundo, e já dormiu… Exausta…
E quando ela pensa que vai dormir uns minutinhos, “a outra” fofa acorda às três horas da manhã, querendo brincar de “quebra-cabeça”…

Olhaaa, eu vou dizer uma coisa… Não é moleza…
É porque esses danadinhos são fofos demais, são queridos demais, são amados demais, e a mamãe esquece de tudo isto, e quer outro.
E que venha mesmo!!! Pra encher nossas vidas de luz e alegria.
Mas ô ditadinho certo!!!
“Ser mãe é padecer no paraíso”!
Vovó também…..

image

Anúncios

2 opiniões sobre “Ditadinho velho mas sempre atual!

  1. kkkkkkk ô povo animado….e ainda querem mais…
    mas depois que passa tem assunto pro resto da vida……a mãe desses aí deu muito trabalho pra dormir e dormindo tb. …
    e o pai? continua no papel de índio? ficando na rede?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s