Deficiência no número de neurônios

Eu hoje fui acordada às seis e meia da manhã com um foguetório danado.
Acordei assustada, sem entender direito o que estava acontecendo. Mas aí me lembrei:
Ah! são os paneleiros e os que saíram às ruas para gritar “fora corrupção” que devem ter acabado de colocar na presidência do meu país um corrupto, traidor, mau caráter, golpista, ficha-suja. Quanta incoerência……….

Fechei meus olhos de novo, tentei continuar dormindo, em paz comigo mesma, com minha consciência tranquila. Não compactuei com esse golpe. Com essa trama. Com esse descalabro.
Mas meus neurônios irriquietos não me deixaram dormir. Começaram num converseiro danado:
Mas que foguetes mais fora de hora! Estão atrasados. Este foguetório devia ter começado lááá atrás, quando o Hélio Bicudo resolveu jogar na lata do lixo seu passado de glória e de luta e se juntou ao que há de mais conservador, de pior, na política deste país. Preferiu ser lembrado como um golpista.
Desde que ele entregou a um político, da pior espécie, o golpe para ser levado adiante, só não sabia qual seria o seu desfecho, quem nasceu ontem.
Podiam ter começado a comemorar naquele instante.
Estava tudo escrito, combinado, tramado entre o Poder Legislativo, o Poder Judiciário, o MP, a Polícia Federal, o Moro Não Vem ao Caso e sua Lava Jato, e, obviamente, com essa nossa maravilhosa, isenta, séria grande imprensa. Destaque especial à Rede Globo, incluindo seus blogueiros, sites e colunistas. E, obviamente, o folhetim Veja. Estas duas merecem um foguetório só pra elas. Competentes. Sempre foram e continuam a ser o carro chefe dos golpes neste país.
Máquinas de manipular a população brasileira. Só não manipulam lá fora. Lá, parece que o “povo é menos bobo”!
Que gente lerda essa, heim?

Em nenhum instante me passou pela cabeça que o golpe não se consolidaria.
E por razões óbvias.
Um Congresso de corar as bochechas de qualquer adolescente. O pior que já vi no alto dos meus bons anos de vida.
Um Ministério Público e uma Polícia Federal, que usaram e abusaram da autonomia que lhes foi dada pelo partido da Presidenta contra quem tramaram, e passavam, sem o menor escrúpulo, por cima das leis a todo instante, na certeza de que nada iria lhes acontecer. Estavam bem respaldados.
Um Poder Judiciário conivente. Um STF que não estava acovardado. Foi peça chave no golpe.
Uma imprensa que ate lá fora é chamada de golpista.
Tudo isso saltava aos meus olhos. Eu não tinha a menor razão para acreditar que os golpistas não chegariam ao seu objetivo.
Se não fossem as pedaladas, os créditos orçamentários, que nunca foram crimes, mas passaram a ser, seria outra coisa qualquer. Iam inventar.

E assim… Meus tico e teco estão até agora se perguntando:
– mas por que será que os paneleiros, os que pediram “fora corrupção” demoraram tanto a comemorar? São eles, de fato, uns “inocentes úteis”? Não perceberam até a madrugada de hoje que o desfecho ia ser esse? Não se deram conta mesmo, que se tratava de um golpe? De um golpe bem tramado?
Que nem precisava eles terem amassado suas panelas importadas, nem terem perdido domingos com suas famílias pra irem se enrolar em bandeira do Brasil e ficarem nas ruas, debaixo de sol e chuva, gritando “fora corrupção”, sendo filmados pela Globo golpista, porque com eles ou sem eles, os corruptos e golpistas chegariam ao poder?

E será que eles acreditam mesmo que: “tiramos a Dilma e depois tiramos o Temer”?
Aííí…. Meus tico e teco estão certos. Além de ingênuos, com certeza, eles têm alguns neurônios a menos….

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s